terça-feira, 30 de março de 2010

Corte decide contra patente de gene humano

Uma corte novaiorquina decidiu no dia 29 de março passado que as patentes de dois genes ligados ao câncer de mama são inválidas.

A decisão abre questionamento sobre cerca de duas mil outras patentes de genes humanos. Os advogados da American Civil Liberties Union (ACLU), que iniciou o caso, explicam que genes são descobertos, e não inventados; assim, não é correto que possam ser patenteados.

As patentes cobririam variantes de dois genes, o BRCA1 e o BRCA2, que aumental a chance de uma mulher desenvolver o câncer de mama. Argumentando que os genes são naturais, e não criados, a ACLU e seus apoiadores expressaram a preocupação de que uma mulher pudesse ser proibida de testar seus genes caso a patente fosse aprovada. Tendo a patente dos genes a Myriad, empresa que pleiteava a patente, poderia impedir que outras empresas desenvolvessem testes mais baratos ou eficazes.

Is this the end of gene patenting?
30/3/2010


Respeite nosso trabalho. Se for copiar algum texto, cite-o como sua fonte e coloque um link para o Crônica Autista: http://cronicaautista.blogspot.com/

Um comentário:

maria cristina disse...

Oi, Argemiro

Cheguei ao seu blog através do blog da Tidy! Parabéns pelo seu trabalho.

Quero compartilhar uma matéria de suma importância para todos que são envolvidos com a questão do autismo - http://bit.ly/bMkYx9 - divulgue, por favor!

Um grande abraço!

Cris Santos